quem somos

buscar verdades pela via da imaginação

Este projeto nasceu do encontro entre pensamento crítico e práticas corporais:

Experiências vividas em oficinas de corpo nas quais, por acaso, apenas mulheres participaram e o contato com reflexões de feministas contemporâneas como Donna Haraway, Saidiya Hartman e Christine Greiner me levaram a experimentar a fabulação  como forma de aproximar histórias que mulheres guardam em silêncio .

equipe

Christina Elias
Christine Greiner

São Paulo, 1978

Artista performática que escreve com o corpo. A sua pesquisa envolve as diversas camadas do feminino emaranhadas e silenciadas no corpo das mulheres ao longo do tempo, com um foco específico nas relações entre fragilidade e poder. Evidenciar essas camadas escondidas e trançar possíveis novas linhas narrativas é o que busca com sua atividade artística. A performance é o instrumento que usa para escrever com o seu corpo essas reflexões em diferentes suportes como vídeo, fotografia, telas e objetos. Expôs em diversos museus e galerias no Brasil e na Europa, como MAC-USP, MAM SP, MIS SP, Paço das Artes, MARP, MAXXI (Roma), Studio Stefania Miscetti (Roma), Radyalsystem (Berlim), entre outros. Festival Plataforma (Berlin, 2011), Festival Verbo (Galeria Vermelho, 2015), Festival Dança em Foco (Rio de Janeiro, 2016), Festival SheDevil (Studio Stefania Miscetti, Roma, 2017), Festival Bump’n Grind (Toronto, Canadá, 2019 – prêmio melhor vídeo ativista). Prêmio FUNARTE Mulheres nas Artes Visuais 2013. Prêmio Aldir Blanc Artes Visuais por histórico de carreira 2020. Prêmio FUNARTE Respirarte Artes Visuais 2020. Master em Estudos de Movimento pela Royal Central School of Speech and Drama (Universidade de Londres) e Doutorado em Design pela Universidade Anhembi Morumbi (São Paulo). Pós-doutorado na PUC-SP sobre o tema arte, ativismo e feminismo. Membro do CEO Centro de Estudos Orientais - PUC/SP.  Gosta de fios e de pensamentos.

Christine Greiner é professora livre-docente em Comunicação e Artes pela PUC-SP. Ensina no Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica, onde coordena o Centro de Estudos Orientais; e no curso de graduação em Comunicação das Artes do Corpo. Desde 1998, tem realizado estágios de pesquisa e atuado como professora visitante em universidades no Japão, nos Estados Unidos e na França, com apoio da Fundação Japão, do Centro Nichibunken e Capes/Fullbright, entre outras agências. É autora de diversos livros e artigos sobre cultura japonesa, arte contemporânea e estudos do corpo. Compartilha com a professora Helena Katz, a concepção da teoria corpomídia. Desde os anos 2000, participa como curadora de projetos com Ricardo Muniz Fernandes e Hideki Matsuka, e colabora com artistas das artes visuais, da performance e da dança. (Fonte: Currículo Lattes)