movimento

LILIAN CATHARINO

Lilian é arquiteta e decoradora. A sua experiência de desenho envolve majoritariamente um projeto visual, a ser visto num monitor, papel ou maquete. O projeto deve ilustrar aquilo que será construído, um produto final. É claro que até se chegar no produto final, muitas alterações de percurso ocorrem, mas o princípio condutor de um projeto arquitetônico é passar uma projeção o mais exata possível de onde se vai chegar.

O foco no ponto de chegada obscurece a atenção ao percurso que se delineia até chegar a um determinado resultado. A forma como as participantes foram conduzidas a desenhar nessa oficina, traz o percurso ou traçado para o corpo e transforma o entorno, o objeto, a paisagem, o espaço em um impulso que as atravessa e faz mover.  Transforma também o objeto que vemos como “inanimado” em algo que se move, se altera, se transforma, assim como o corpo.

No seu primeiro desenho, Lilian escolheu algo vivo para representar: uma orquídea. Um corpo, que embora não humano, é um corpo em constante processo de transformação. A orquídea foi desenhada com traços simples e secos, com precisão.

 

O segundo desenho, que deve ilustrar um fragmento do primeiro, seguiu essas mesmas características. Se podia perceber que se trata de um pedaço de uma flor. Com os exercícios de movimento, ou seja, com a repetição do “percurso” do desenho em outro suporte diferente da tela ou do papel e que envolve uma forma de percepção sinestésica, Lilian parece ter descoberto uma outra cadência, um ritmo específico.

 

No registro em vídeo da oficina se pode perceber seu corpo se movendo inteiro para desenhar a imagem cheia de curvas e idas e vindas e altos baixos que vemos acima. Esse último desenho ainda ilustra o corpo da orquídea, porém com o foco no percurso que se delineia e não numa imagem ou ideia final. As nervuras, circulação, e movimentos do corpo que desenha (da artista) e do corpo que se desenha (orquídea) se interpenetram. Ambos são sujeito e objeto de um resultado que não é final e que indica um eterno processo de construção.

Lilian Catharino, “movimento”. Grafite sobre papel sulfite. Improvisação de desenho realizada na oficina de corpo e arte, www.mulheresemetamroses.org , realizada no dia 01 de julho de 2021.

lilian movimento.jpg