FABULAÇÕES DO FEMININO

P1260972copy_edited.jpg

Nesta página estão disponíveis as fabulações de si mesmas que mulheres que participaram nas oficinas de corpo e arte deste projeto fizeram.

O corpo guarda histórias silenciadas que não processamos racionalmente ou que simplesmente ficam esquecidas ou escondidas nos tecidos, nos ossos, nos órgãos...

Aqui procuramos abordar verdades de mulheres pela via da imaginação e da ficção e do desenvolvimento de percepção e de uma linguagem que envolva o corpo de forma sistêmica. 

O que é uma fabulação?

É uma “função” e um “estado corporal que se constitui a partir dos processos imaginativos mediados pelo organismo e pelos ambientes (redes sígnicas) por onde transita” (GREINER, 2017, p. 73). Não se trata de “interpretar ou explicar algo dado” – a “fabulação” se mantém viva justamente no se estar “distante daquilo que seria considerado a verdade ou a origem a ser alcançada”.

 

Ao fabular, uma pessoa está envolvida em uma certa “instância de falsidade” que não constitui uma “mentira deliberada”, mas que decorre da imaginação (GREINER, 2017, p. 74).

 

GREINER, CHRISTINE. Fabulações do corpo Japonês e seus microativismos. São Paulo,N-1 Edições, 2017.